As Músicas do Estandarte – Chão

Estandarte - Rafael SilveiraPara continuar a saga de análises das Músicas do Estandarte, vamos agora de Chão, a celebração da vida (que é uma festa) do jeito mais rock in roll já registrado pelo Skank. Confere aí!

Uma guitarrada à la Rolling Stones estoura em nossos ouvidos nos primeiros segundos de Chão, terceira faixa do Estandarte. A música, de ritmo e sonoridades contagiantes, mostra o vocal do Samuel Rosa num inspirado falsete que surpreende. O groove da cozinha italiana Skankarada (Lelo e Haroldo, no baixo e bateria) marcam o ritmo. A letra fala sobre a noite que não tem fim enquanto as pernas não se cansarem de dançar, ainda que seu par não seja fixo nem o mesmo. 

No refrão gritadinho, a gente brinda à festa, à vida e à solidão, do jeito de quem sabe que  estar só não é necessariamente ruim, já que a companhia da noite não é suficiente para a companhia para a vida. A segunda parte da música é possivelmente de onde saiu o nome do disco (“Não, não vacila / Vem aqui mostrar sua arte / Groove, groove, groove, na medida / Teu prazer é meu estandarte”), em que a banda levanta a bandeira dos festeiros, anunciando que o gosto pela farra é o que lidera a festança. 

Dá uma olhada na letra, outra do Chico Amaral:

Chão que desliza
Noite de ilusões à deriva
Groove, hey negrita
Teu prazer me cai na saliva

Céu que convida
Onde o som bater eu me encaixo
Groove na medida
Eu te espero em cima ou embaixo

Dentro da noite do mundo
Vamos brindar à solidão
E acordar nas tábuas desse chão

Não, não vacila
Vem aqui mostrar sua arte
Groove na medida
Teu prazer é o meu estandarte

Dentro da noite do mundo
Vamos brindar à solidão
E acordar nas tábuas desse chão

Ouça e comprove:

FC Skankarados

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *