Dr. Penetration ataca novamente! Dessa vez, no lançamento do Velocia!

Olá amigos e amigas!

Hoje a gente não vai falar de Skank não. A gente vai falar de Dr. Penetration.

É que eles apareceram em São Paulo na última quarta-feira, dia 29 de Outubro, pra comemorar o lançamento do novo álbum do Skank, o lindo VelociaE a gente ficou sabendo que foi uma festa de arromba, hein?

Mas antes de começar a contar da festa: o que é / quem são esses caras do Dr. Penetration?

Não é a primeira vez que falamos deles por aqui, né? Mas pra você que não está ligado, o Dr. Penetration é uma banda de covers formada pelo Skank com grandes amigos, parceiros musicais e agregados de todos os tipos.

Originalmente, Dr. Penetration é o nome de um filme pornô humorístico lançado em 1986, que deu origem ao nome da banda. Reza a lenda que a banda paralela encarnava personagens próprios de cada um dos meninos nas apresentações. Samuel Rosa é Gérson Lopes (famoso sexólogo mineiro), Henrique Portugal se transforma em Peter North (ator pornô), Lelo Zaneti encarna Cantinflas (comediante Mexicano e… se você lembrar bem, personagem que a gente já conhece de “Zé Trindade”, não é mesmo?) e Haroldo Ferreti fica sendo Tom Byron (outro ator pornô). Os quatro ‘poderosos’ erguem seus instrumentos (musicais meninas, musicais) em covers e se divertem junto a alguns amigos.

Com essa dúvida já esclarecida, temos que dizer que: ouvimos dizer que a festa foi boa!

Além de apresentarem canções do novo disco do SkankVelocia (“A Noite”/ “Alexia” / “Ela Me Deixou” e “Aniversário”, essa com participação especial da Lia Paris), os meninos do Dr. Penetration fizeram suas próprias versões de clássicos dos Beatles (“Helter Skelter”, “I Saw Her Standing There”, “Why Don’t We do it in the Road”), Rolling Stones (“Miss You”, “Under My Thumb”), Police (“Message in a Bottle”), Gilberto Gil (“A Novidade”), Os Paralamas do Sucesso (“Loirinha Bombril”), Jimmy Cliff (“The Harder They Come”, esta continuando com a versão do Cidade Negra, “Querem Meu Sangue”), The Kinks (“You Really Got Me”), Tim Maia (“Descobridor dos Sete Mares”), Led Zeppelin (“D’yer Mak’er”), Jorge Ben Jor (“Mais Que Nada”), Little Richards (“Lucille” emendada em “Bata Baby” de Wilson Miranda), Creedence Crearwater Revival (“Have You Ever Seen The Rain?”) e até Lobão (“Rádio Blá”). Ainda rolou música própria, o “Hino Nacional do Dr. Penetration” que abriu e fechou a apresentação com o brilho merecido e com um Chico Amaral inesquecível nos naipes de metais.

A balada foi tão boa que rolou até convidados em cima do palco! Membros das bandas EsperanzaCachorro Grande, os dois Brothers of Brazil (Supla e João Suplicy) e outros amigos e chegados fizeram a jam session atravessar a madrugada. E até rolou repercussão em alguns sites:

Agora que você já sabe quem é o Dr. Penetration, não confunda mais, hein? É bem diferente do Skank, mas a gente também ama!

Abraços e beijos,

Equipe Skankarados

Novembro 1, 2014

Etiquetas:, , ,
  • Deixe uma resposta

    O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *