Uma partida de Skank

É uma Partida de Skank

 

(atualizado em 8 de junho de 2014)

Que o Skank é envolvido dos pés à cabeça com o mundo do futebol, já estamos carecas de saber! Que o time do Sk91 é copero e pelejador, já é tradição! Que é tricampeão do Rockgol e tem em Samuel Rosa um dos principais artilheiros da peleja, é fato consumado! Que tocavam em todos os shows com camisas de times e marcou época com isto, sim! E que nosso amado Henrique Portugal é colunista esportivo semanal no jornal Estado de Minas, sabemos, conferimos e adoramos!

Mas então, qual o objetivo deste bendito post além de glorificar as dádivas Skanfutebolistas? Ora bolas, relembrar e comemorar com as contribuições do Skank dentro do cenário musical, falando de futebol, é claro!

O apito inicial deu-se com o primeiro álbum, nacionalmente lançado na área em 1992/93, uma versão, uma bela versão do cara que sempre soube retratar o que se passa dentro das quatro linhas, Jorge Ben Jor, uma das grandes referências musicais dos nossos mineirinhos e “Cadê o Penalty?” foi a grande vencedora da partida! Versão que foi tão querida pelo “Do Ben”, que o Skank chegou a participar de shows e uma música de estúdio do cara! Sonho identificado ao de qualquer garoto em ver o seu ídolo do seu clube, frente a frente e eles conseguiram! Abaixo temos o resultado final de “Cadê o Penalty?”!

Em 1994, o Skank teve sua primeira participação em uma campanha publicitária envolvendo o tema Futebol, um jingle criado pela Brahma em meio à conquista do Tetra campeonato Mundial, provando que eles dão sorte, sim!

Após uma disputa de Rockgol onde a maior vitória foi uma amizade e parceria ímpar na história da música brasileira: Samuel & Nando sai uma das maiores e mais executadas letras de futebol do cancioneiro musical tupiniquim, só “É Uma Partida de Futebol”, só isso! Presente no terceiro álbum do Skank, O Samba Poconé, de 1996, a música virou single já em 97, mas não somente single, foi hit, não, mega hit, super hiper ultra mega hit, um hino do futebol nacional nos últimos 18 anos!

“É Uma Partida de Futebol” merece destaque total neste texto, além de ser um dos grandes sucessos e que é presença certa nos shows dos mineirinhos, ela ganhou uma nova roupagem, mais agitada, fulminante e com todo aquele clima de competição! Ela foi incluída no álbum oficial da Copa do Mundo de 1998, o Allez! Olá! Olé!. Naquele ano, perdemos na final para os anfitriões da casa, a França, mas o Skank marcou presença novamente em uma Copa! E tem mais, voltando um pouquinho no tempo, o videoclipe da canção levou somente o maior prêmio do VMB97, a Escolha da Audiência, que levaria o Skank ao bicampeonato desse prêmio, já que “Garota Nacional” levou em 96! Abaixo o clipe que marcou uma geração inteira!

A paixão de Samuel pelo Cruzeiro é tão grande que vendo isto, a Revista Placar o convidou para fazer a sua versão do hino cruzeirense para a segunda edição do cd “Hinos Placar”, de 2004. O álbum que conta também com a presença de artistas como os mineirinhos do Tianastácia e Rogério Flausino (Atlético); Gilberto Gil acompanhado de Caetano, Gal e Bethânia (Bahia); a parceira de “Minas com Bahia” Daniela Mercury (Vitória); o amigo e referência musical, Herbert Vianna e o amigo Gabriel o Pensador (Flamengo); a parceira e amiga Negra Li, acompanhada de Paula Lima, Rapin Hood e Xis (Corinthians) e o também parceiro de composições Arnaldo Antunes (Santos), entre tantos outros artistas. O resultado foi tão bem recebido que ganhou até essa versão do Altas Horas, com Milton Nascimento Lô Borges, também parceiros de longa data.

O envolvimento com o futebol deu uma pequena parada, tipo uma virada pro segundo tempo! E ele inicia em 2008, quando mais uma vez “É Uma Partida de Futebol” é escolhida para um álbum oficial de uma grande competição, desta vez da Eurocopa, que foi realizada na Áustria e Suíça e teve a Espanha, “La Furia Roja” como os campeões, dando assim inicio a uma geração que ganhou praticamente tudo o que disputaram! Seria o Skank um fator motivacional para eles? Coincidência ou não “Garota Nacional” ficou por cerca de três meses como a mais tocada na Espanha! Mineirinhos do pé quente!

Era 2010 e Copa do Mundo na África do Sul, Brasil decepcionando em campo, Skank marcando presença em um canto que até hoje é lembrado! E muito! Tudo se iniciou na época do Natal de 2009, campanha da Coca-Cola, trecho de “Comemorar!”, voz de Samuel Rosa, sucesso! Em 2010 saiu à versão completa da música “Wavin’ Flag”, que é original do músico somali, K’naan e adaptada para o português, na voz do Sir Samuel Futebol Rosa! Quem nunca cantou o refrão da música, não sabe o que perde, seja em casa, na ida ao estádio, na hora do gol, ou no caso dos fãs do Skank, no show de despedida do antigo Mineirão, que originou o Multishow Ao Vivo! Em todos os momentos, é momento de “Comemorar” e abaixo a música!

E o Skank esteve presente na conquista da Copa das Confederações de 2013, também! Desta vez “É Uma Partida de Futebol” figurou no álbum oficial da competição em que a nossa seleção foi a grande campeã!

Ronaldinho Gaúcho também declarou ouvir Skank antes dos jogos e o seu time o Atlético Mineiro só levou uma Libertadores da América. Olha o pé quente dos mineiros em ação, se bem que desta vez não deve ter agradado tanto assim o lado cruzeirense da banda!

Um retorno retumbante estava marcado para acontecer em 2014, ano de lançamento do nosso  já extremamente querido Velocia. A faixa que abre o disco, mais uma vez parceria de Samuel & Nando é a canção “Alexia”, homenagem da nossa dupla queria à jogadora Alexia Putellas, do Barcelona. Você pode ler mais detalhes sobre essa história aqui. Abaixo, a letra da canção, em que o Skank fala de futebol feminino pela primeira vez. 

Pela rambla o estandarte das cores
Catalunya, Barceloneta, Blaugrana
A mirar-lhe o olhar de mil homens
Bailarina dança na roda sardana

Chove chuva, molha o chão
Nuvem, samba do avião
Ela vai jogar

Hendrix, Elvis, Messi e hoje
Brilha nova estrela dessa galáxia
Flashes, lights, likes, closes
Compartilha agora a beleza de Alexia

Vai co-me-çar mais um jogo!

Menina mulher da pele branca
Com a classe de quem sabe a arte de jogar bem futebol
A bela da tarde com charme encanta
Filme de Buñuel, obra de Gaudi ou tela de Miró

Hendrix, Elvis, Messi e hoje
Brilha nova estrela dessa galáxia
Inverte os pés, caem os cones
Dribla as zagueiras e a guarda-metas

Pra fa-zer um golaço!

Menina mulher da pele branca
Com a classe de quem sabe a arte de jogar bem futebol
A bela da tarde com charme encanta
Filme de Buñuel, obra de Gaudi ou tela de Miró

Mas vamos para o apito final, com um grande ponto de interrogação… E em 2014, teremos Skank na Copa? No que depender da nossa paixão pelo Skank Futebol Clube, será de forma Skankarada!

 

  • Deixe uma resposta

    O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *